ACE Startups – Uma vida sem Google

ACE Startups – Uma vida sem Google

Crédito: Google

Tim Dowling, repórter do The Guardian, se lançou o desafio de ficar uma semana sem acessar os serviços Google, presentes em nossas vidas desde 1998. A pergunta foi: hoje em dia, é possível viver sem essas facilidades, que vão desde o buscador ao mapa?

Se lá no início dos anos 1990 era possível se locomover pela cidade, comprar ingressos de cinema e, no caso do jornalista, apurar reportagens, qual seria a dificuldade agora? E como ficavam as constantes discussões na mesa de bar, que hoje resolvemos com alguns cliques?

O Google recebe 63 mil pesquisas por segundo, e é responsável por mais de 90% das buscas online. Em média, uma pessoa faz de 3 a 4 pesquisas por dia. Aqui, achei até pouco esse número, e o jornalista também, imaginando que ele chega a fazer mais de 20 buscas por dia.

O desafio de uma vida sem Google é real e impacta desde simples serviços de manutenção até como se locomover pelas cidades. Você se lembra da última vez que saiu de casa sem consultar o caminho antes?

Conheça mais sobre a ACE Startups: www.acestartups.com.br

ACE Startups é uma empresa de investimentos. Entrega aos melhores empreendedores uma plataforma com capital, expertise e networking de alto nível. Investe e trabalha junto com as startups em todas as fases do Seed.
Somos o motor de crescimento das startups. Nossa experiência encurta caminhos e cria atalhos. Levamos os melhores empreendedores ao investimento Série A mais rápido, mais preparados e com mais equity na mão dos founders.
Temos muito orgulho da história que construímos, afinal a gênesis da ACE foi a nossa aceleradora. Além do pioneirismo neste mercado, fomos eleitos por 3 vezes a melhor Aceleradora da América Latina.

Leia mais relatos de pessoas que ficaram 1 semana sem o Google, clica nestes links:
www.theguardian.com
www.hypeness.com.br
www.megacurioso.com.br
www.fatosdesconhecidos.com.br

Você conseguiria ficar 1 semana sem o Google? 
Conta para a gente nos comentários aqui embaixo.

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0
DISQUS: 0