Dave “empreendedor” Grohl

Dave “empreendedor” Grohl

Crédito: Greg Allen

Eu já contei aqui no ConturbTrends minha relação com a música. Minha vida é movida a trilhas sonoras. Mas, desta vez, vou além das canções.

Depois de assistir a uma apresentação memorável da banda Foo Fighters, no último sábado, no Rock In Rio, resolvi escrever sobre o Dave Grohl. Para mim, ele é o cara mais incrível e empreendedor do rock n’ roll.

Fãs desse gênero musical sabem que o líder do Foo Fighters foi baterista da lendária Nirvana nos anos 90. Naquela época, ele era apenas um cara discreto que tocava bateria no seu canto enquanto Kurt Cobain, líder do Nirvana, brilhava com sua irreverência e histórias mirabolantes (desmentidas por Dave no livro “This is a call” – A vida e a música de Dave Grohl).

Quem leu o livro, uma autobiografia de Grohl, sabe que, na real, o músico genial e não menos esforçado era ele mesmo. Kurt teve seus méritos, sim, pois liderou uma das maiores bandas do movimento grunge dos aos 90. Mas o Dave, ahhhh, o Dave. Ele deu uma reviravolta em sua existência e escreveu a própria história.

Recomeço

Você pode estar pensando: “O que tudo isso quer dizer?” Pois bem. Resolvi falar dele e do Foo Fighters porque sou, sim, apaixonada pela música que fazem e porque o show de sábado passado no Rock In Rio foi realmente impressionante. Em 2012, fui ao show deles no Lollapalooza e achei incrível.

E, cá entre nós, nesse Rock In Rio, acredito que nenhum outro músico ou banda do mesmo ou de gênero diferente vai superar a apresentação deles. Bem, essa é apenas a opinião de uma fã.

Voltando ao Dave. Estou aqui para falar o quão empreendedor é o vocalista do Foo Fighters. Quando Kurt tirou a própria vida em 8 de abril de 1994, o então baterista pendurou as baquetas. A música tinha acabado para ele. E durante seis meses,
ele seguiu sem rumo.

Seis meses depois, eis que ele decide entrar no estúdio de Robert Lang, um produtor musical de Seattle, nos Estados Unidos, e gravar 12 músicas que havia escrito enquanto tocava no Nirvana. Dave, literalmente, tinha recomeçado.
E preparava o álbum Foo Fighters.

Empreender é preciso

Aqui no ConturbTrends, nós falamos de música para empreendedores . Agora, o papo é empreendedorismo mesmo. E isso, no primeiro álbum do Foo Fighters
você consegue enxergar.

Para quem não é fã da banda ou apenas não conhece a história de Dave Grohl, vou avisando: o cara gravou as 12 primeiras músicas sozinho. Isso mesmo. Ele tocou guitarras, baixo, bateria e cantou sozinho. Tudo ficou pronto em apenas sete dias. Loucura, né?

Pois é. Isso é que eu chamo de colocar a mão na massa. Literalmente. Porém, inevitavelmente, vem a dúvida: “Ah, mas ele foi baterista de uma das maiores bandas do movimento grunge. Isso não facilitou sua vida?” Pode até ser. Mas se Dave não tivesse largado aquela “quase depressão pós-morte do Kurt”, arregaçado as mangas e ido à luta – com ou sem a ajuda de alguém – o Foo Fighters não teria nascido.

O impossível está na sua cabeça

Você já deve ter ouvido falar que nosso pior inimigo está dentro de nós mesmos. Sim. Grande parte das vezes, nós colocamos tantos obstáculos nas coisas que elas acabam não acontecendo. Por isso, seus sonhos, ideias e até aquele plano de negócio esquecido na gaveta não devem ser esquecidos. Nunca!

Ao mesmo tempo, pró-atividade é essencial. E isso Dave tem de sobra. Então, consequentemente, as coisas acontecem.

É simples. Pare para pensar. Empreender é um ato de coragem. Além de planejamento e um bom plano de negócios, é claro. E nem pense que qualquer um tem sucesso nessa jornada. Não é para todo mundo!

Como assim? Muitas vezes, a pessoa tem tudo planejado e até uma grana para não ter que começar do zero. Porém, falta aquele brilho nos olhos, vontade de vencer mesmo.

Dave fez isso de uma maneira relativamente fácil. Pois, superada a morte de Cobain, ele encarou a realidade e lutou para o seu trabalho ter o reconhecimento merece. Hoje, o Foo Fighters tem quase 25 anos de vida e ele muito o que comemorar.

Assim, dedico os louros da apresentação da banda no último Rock In Rio ao empreendedor Dave Grohl. Ele, junto com os outros músicos do Foo Fighters, prova que trabalhar por prazer, mirando nos resultados, conduz a carreira ao sucesso.

Então, comece já tirar suas ideias do papel. Mexa-se. Faça acontecer. O caminho nunca é fácil, como tudo nesta vida. É preciso lutar por sonhos que, para muita gente, parecem surreais. Não desista! E ouça Foo Fighters – o som é animal!

Assista ao trailer do documentário “Back and Forth” e ao clipe “Everlong”, dirigido por Michel Gondry:

Crédito: MK Ultra

Crédito: Foo Fighters

Quer saber mais? Clica nestes links:

www.globoplay.com
www.foofighters.com
www.forbes.com
www.rollingstone.uol.com.br

O que faz você correr atrás dos seus sonhos?

Conta para a gente nos comentários aqui embaixo.

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0
DISQUS: 0